Manifesto

Quiosque + Galeria Fotografia Documental + Drip Coffee Stand

Localizado no Mercado de Matosinhos, onde uma nova geração de criadores partilha espaço com os tradicionais vendedores de peixe e legumes, a Nomad criou o Manifesto. Um espaço de encontro para viajantes e um pólo agregador e dinamizador de uma comunidade curiosa e criativa.

Quando criámos a Nomad, fizemo-lo porque queríamos partilhar a nossa paixão pela exploração. Expostos ao desconhecido, descobrimos mais sobre nós e o mundo. Porém, no rebuliço do dia-a-dia este sentimento esbate-se. Para contrariar o frenesim do quotidiano, decidimos abrir um espaço capaz de nos devolver a inspiração da evasão.

Seja a ler uma revista ou a beber uma caneca de café, enquanto conversa com um amigo, queremos que passe tempo de qualidade no Manifesto.

Quiosque

Numa sociedade saturada de informação, o Manifesto quer ser um embaixador da narrativa lenta. 

Quando se entra no Manifesto, há um dominó de publicações que veste a estante. Esse sem fim de capas coloridas reflete quem somos e o que nos inspira, e convida-nos a explorar. Porque apesar das revistas se contarem às dezenas, é no seu interior que nos perdemos. Página, após página, encontram-se histórias, entrevistas e imagens que nos dão a conhecer um pouco mais do que existe fora da nossa realidade.

No nosso quiosque vai encontrar refúgio nas revistas de sempre, como a mítica Monocle, que nos consegue dar uma perspetiva única do que se passa no mundo. Mas, quando a sua curiosidade for mais forte, e quiser ser surpreendido, aí, convidamo-lo a conhecer as publicações de novos editores e designers que estão a levar o mundo editorial mais longe - do Romance Journal, sobre o papel das emoções nas nossas acções, à MacGuffin, que já fez uma revista inteira só sobre cordas.

As publicações que repousam na nossa estante são mais do que objetos para admirar ao longe, elas pedem para ser vistas e lidas, partilhadas e conversadas, porque, em cada folhear, haverá sempre algo novo a descobrir.

Galeria Fotografia Documental

Acreditamos que uma imagem pode mudar o Mundo. Que a fotografia ilumina realidades escondidas. Contribui para uma melhor compreensão do nosso planeta. Que uma imagem pode fazer-nos apaixonar, erguer os braços e lutar pelo que acreditamos.

Com uma programação focada na fotografia documental, queremos expor imagens que sejam rastilhos de ação. Num espaço assumidamente democrático, procuramos dar voz tanto a jovens fotógrafos como a fotojornalistas premiados.

Para apoiar a próxima geração de fotojornalistas e em colaboração com o Instituto de Produção Cultural e Imagem, o Manifesto promove anualmente a Bolsa Emergente de Fotografia Documental.

A galeria teve já o orgulho em expor trabalhos da National Geographic, The New York Times, Visa Pour l'Image, Prémio Estação Imagem e World Press Photo. 

Horário

Terça a Sexta: 10h às 13h - 14h às 19h

Sábado: 10h às 13h - 14h às 19h

Domingo: fechado

Segunda: fechado

Mercado de Matosinhos

O Mercado de Matosinhos é o lugar a que o Manifesto chama de casa - um lugar repleto de história onde os dias passam devagar mas a animação é constante.

Entre as bancas da fruta e das flores, os cheiros e sabores dispersam-se por entre um entrelaçar de conversas entre as vendedoras de sempre e os designers, ilustradores e arquitetos da incubadora de empresas criativas, gerida pela ESAD.

Ali, gerações distintas trabalham lado a lado com a cumplicidade de vizinhos de sempre. Mais do que um lugar dedicado a trocas comerciais, o Mercado de Matosinhos é um espaço de partilha entre os costumes do passado e a esperança do futuro, um lugar genuíno que nos relembra diariamente da importância de viver em comunidade.

Seguindo as pisadas dos nossos vizinhos do Mafalda’s, Sushi no Mercado e Velo Culture, no Manifesto queremos contribuir para a dinamização do mercado, preservando o encanto e a nostalgia do passado sem temer os desafios que nos fazem ansiar pelo amanhã. 

Conheça a nossa Equipa

Inês Catarina Pinto

Formou-se em Ciências da Comunicação, trabalhou como assessora de imprensa, revisora e investigadora. Em 2016 lança a Nevoazul, uma publicação onde o minimalismo, o consumismo e a sustentabilidade se intercalam com a arte, a literatura e a cultura. A Inês é a responsável pelo Manifesto, com destaque para a curadoria do quiosque.

Tiago Costa

Começa o seu percurso publicando reportagens de viagem no jornal Público e na revista Visão, com passagens pela Rotas do Mundo, Blue Travel e Volta ao Mundo. Atualmente desenvolve o seu trabalho como diretor criativo de projetos documentais com colaborações que incluem a Nomad, a National Geographic Society, o Museu da Fundação Oriente, Museu de História Natural e da Ciência e o World Wildlife Fund.