Documentário "Sherpa"

No cinema em Lisboa e no Porto

Nas últimas décadas escalar o Evereste tornou-se perigosamente popular. Promovido por agências internacionais, a montanha começou a receber um número alarmante de pessoas, que sem experiência prévia querem “conquistar o topo do mundo”. 

Todos os anos, em Maio, a montanha é equipada e transformada numa estância pela espinha dorsal do Evereste: os sherpas. São eles que fazem o trabalho mais duro e perigoso, que possibilita a ascensão ao topo do mundo.

Em 2014 uma equipa de filmagens rumou ao Evereste para documentar a época de escalada pela perspectiva dos Sherpa. Mas viu-se envolvida num dos maiores acidentes de sempre na história da montanha, quando um serac caiu na cascata de gelo do Khumbu matando 16 sherpas. Os dias que se seguiram levaram questões fundamentais sobre a importância desta montanha na comunidade sherpa.

Numa extensão do Festival de Cinema de Aventura, a Nomad exibe no Cinema São Jorge e no Cinema Trindade o documentário “Sherpa”.

Cinema São Jorge

14 de Maio às 21h
Comprar bilhete >

Cinema Trindade

21 de Maio às 19h30
Comprar bilhete >

Conversa com Rui Silva

5º português no cume do Evereste

Esta primavera uma fotografia com uma fila de pessoas a chegar ao cume do Evereste tornou-se novamente viral. Nessa mesma altura o alpinista amador Rui Silva tornava-se no 5º português a chegar ao cume da montanha. O Rui subiu até ao ponto mais alto do mundo, movido pela sua paixão, numa expedição comercial. Há uma ética para o alpinismo? Qual o papel da agências de aventura na massificação da montanha? E qual o impacto (positivo e negativo) deste negócio na comunidade local?

Antes da exibição do documentário “Sherpa” o Rui fará uma apresentação frontal e honesta, aberta a todos os que queiram colocar as suas questões, em que nos falará da sua experiência no Evereste.

20h30, na cafeteira do cinema São Jorge
Entrada Livre

Festival de Cinema de Aventura

17, 18, 19 e 20 de Setembro 2020

Mercado Municipal de Matosinhos
Entrada Livre