Usar a viagem para ajudar quem mais precisa.

Enquanto se multiplicam os apelos para não sairmos de casa, a vida daqueles que não têm um lar torna-se cada vez mais difícil, revelando a fragilidade de uma situação que nunca foi fácil.

Sensibilizados por esta realidade, lançamos uma campanha de solidariedade em parceria com a Associação CAIS.

Até ao dia 30 de Abril as vendas do nosso livro “Diário Transiberiano” revertem integralmente para a Cais.

Junta-te a nós a apoiar aqueles que estão a ser fortemente afetados pelo isolamento e sentimento de abandono.

Para Poder Voltar

um livro do Mateus Brandão
sobre as suas viagens no Transiberiano


De Moscovo a Pequim são 7622 quilómetros. Primeiro, uma paisagem constante de pinheiros, bétulas, abetos, faias e outras espécies que compõem a floresta boreal russa; e aldeias de madeira entre as grandes cidades siberianas; depois, as margens do profundo lago Baykal. Mais tarde, a estepe mongol com os seus cavalos, rebanhos e a solidão dos gers. Segue-se a imensidão do deserto de Gobi e, por fim, os túneis e as montanhas que separam Pequim das planícies do Norte. 

Para Poder Voltar narra a história de uma viagem de comboio num Homem. 

"Viajar a bordo do Transiberiano é uma experiência única. O comboio adopta o estatuto de casa; um espaço multifamiliar de convívio, partilha e amizade, onde o tempo passa ao ritmo do trepidar dos carris. As horas passam. Aceleram. Há famílias inteiras carregadas de bagagem como quem muda de casa, como quem muda de vida. É a vida a bordo num dos mais longos comboios do mundo."

Os livros publicados pela Nomad refletem a importância da viagem como janela para o mundo.
Os trabalhos editoriais da Nomad são pensados, produzidos e distribuídos pelo nosso Manifesto.

comprar o livro

disponível no site do manifesto
Saber mais >