Pedro Elias

Saltimbanco irrequieto e nómada citadino

O Pedro prefere regressar a um sítio do que conhecer lugares novos e, por isso, procura desenfreadamente descobrir locais para poder regressar a eles. Sente-se atraído por cidades, pelo caos, por multidões – a natureza é aquilo por onde passa a caminho da próxima cidade.

Nascido na cidade de Coimbra em 1977, aprendeu a fotografar com o avô e a tocar guitarra com o pai. Estudou engenharia na universidade, mas cedo (ou nem tanto) percebeu que podia fazer da fotografia o seu meio de sustento. Em 2011, largou o emprego, vendeu tudo o que podia e não podia, agarrou na câmara fotográfica e foi viajar pelo mundo. As suas fotografias têm sempre pessoas, mesmo que elas não apareçam. Ele descobre-as sempre.

Se em criança mudou oito vezes de casa, em adulto, continua a saltarilhar terras de vários mundos com uma câmara na mão e, às vezes, com uma guitarra ao lado.