Marta Durán

Em constante busca por novas aventuras e apaixonada pelas pessoas do mundo.

É numa missão de voluntariado por Moçambique, durante a licenciatura em comunicação social, que o fascínio pelo desconhecido e a sede de viajar começam a traçar o seu caminho. Motivada por esta experiência, tomou a decisão de continuar os estudos em Macau - ponto de partida para uma aventura pelo Sudeste Asiático e a China. A curiosidade pelo mundo estava apenas a começar. 

Determinada a crescer como viajante, em 2016 percorreu 11 países da Europa sozinha e à boleia. O regresso de cada aventura, passou a ser sempre o prólogo para a seguinte. Partiu para o Nepal, onde esteve a dar aulas de português durante oito meses. Rumou depois para a Guiné-Bissau com o propósito de trabalhar com crianças. O que começou como uma ação de voluntariado de curta duração, terminou com nove meses de trabalho no departamento de comunicação da UNICEF.

Em 2019, voltou a sentir o apelo pela ex-colónia portuguesa e traçou uma jornada de bicicleta desde a sua casa, em Carnaxide, até à Guiné-Bissau, com paragens por Marrocos, Mauritânia e Senegal.

Fora da Nomad a Marta alimenta a sua partilha enquanto viajante através do blog e conta de Instagram "Boleias da Marta"