Berta Couto

Movida pelo desejo de viver em aventura e pela sua paixão em eternizar momentos

Foi em 2010, durante um projeto de voluntariado em Cabo Verde, que a Berta reconheceu a sua sede por experienciar os diferentes cantos do mundo, embora desde sempre se recorde de ser uma amante de espaços naturais e uma curiosa nata por tudo aquilo que existe além fronteiras. Mais tarde, quando emigrou para o Reino Unido, assumiu o seu espírito explorador e, movida pelo seu fascínio por atividades outdoor, começou a passar mais tempo entre viagens, dentro e fora da sua zona de conforto.

De países quentes e húmidos como a Costa Rica, Cuba, Panamá ou Sri Lanka, até aos recantos frios e montanhosos da nossa Europa, passando pela Islândia, Escócia, Irlanda, Polónia, Alemanha e Noruega, a sua vida foi sendo feita de mochila às costas, caminhando. Em 2017 embarcou numa viagem de um ano a solo pelo Sudeste Asiático, onde deu corpo à sua paixão pela fotografia e produziu os seus dois últimos projetos: Fight for One’s Life, na Tailândia e To be a Woman in a Man´s World, no Nepal, entre outros que continuam no baú.